Residências Autónomas

No Centro Dr. Azeredo Perdigão, é prestado apoio a 10 clientes com Paralisia Cerebral e situações neurológicas afins na resposta social, Residências Autónomas.

 

Tratam-se de duas pequenas unidades residenciais que têm por objectivo o acolhimento de jovens/adultos com alguma autonomia, em que lhes é proporcionado um apoio estritamente necessário, de modo a estimulá-los e responsabilizá-los pelo bom funcionamento destas unidades.

 

Os clientes mantêm uma vida activa e colaboram no funcionamento da sua unidade residencial, participando nas tarefas diárias. Pretende-se que sejam mantidas as suas capacidades funcionais, bem como, as suas competências sociais tendo em vista a possibilidade de manterem uma vida activa e a sua integração na comunidade.